Quinta-Feira, 09 de Dezembro de 2021

Cadastre seu evento

Escolas de Samba já começam deixar de postar luto para comemorar a imunização de seus componentes

20 de janeiro de 2021

Brasil

Por Waldir Tavares Filho

Com respeito ao luto eterno para aqueles que se foram levando um pouco da história de cada agremiação, as redes sociais das Escolas de Samba já começaram um novo movimento. Com a chegada da vacina nos Estados, alguns daqueles que fazem parte do espetáculo já estão sendo imunizados contra o Covid-19. O feito simboliza a nossa esperança de, em pouco tempo, todas as comunidades estarem imunes, viabilizando dias melhores para quem ama, participa e vive da indústria chamada Carnaval.

Maxwell Lacerda, de 34 anos, é enfermeiro atuante na linha de frente com pacientes contaminados pela Covid-19 no Hospital Ronaldo Gazolla, em Duque de Caxias, ele pôde, no dia de ontem (19), finalmente ser imunizado.

Passista do Acadêmicos do Grande Rio desde 2007, sente a alegria de ver chegar em seu local de trabalho as doses para vacinação dos profissionais. No entanto, Maxwell faz questão de alertar que a situação ainda é complexa. “O hospital está cheio e ainda não é o momento de relaxar. É preciso continuar com as medidas de isolamento e com o uso de máscaras. Chegaram poucas doses da vacina, ou seja, ainda temos muito trabalho pela frente”.

Ontem (19), a Gres Estácio de Sá comemorou o fato de uma ex baiana, Terezinha da Conceição de 80 anos, ser a primeira pessoa imunizada no Rio de Janeiro.

Ana Accioli da Mocidade Alegre

Em São Paulo, a Mocidade Alegre comemorou a notícia da primeira integrante da escola a ser vacinada contra Covid. A baiana “Puro Fervor” Ana Accioli.

Relacionados

© Copyright 2010-2020 - Carnaval N1

Bastidores, notícias, entrevistas, sorteios, vídeos, fotos sobre o carnaval do Brasil e do mundo.

Desenvolvido por: