Domingo, 24 de Outubro de 2021

Cadastre seu evento

Enredo de Rosa Magalhaes vira Musical de Teatro com mega produção e direção artística da Carnavalesca

26 de novembro de 2020

Brasil

Por Waldir Tavares Filho

O escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, conhecido pelos mais de 150 contos de fadas que criou, foi enredo da Imperatriz Leopoldinense em 2005. Na época a Carnavalesca era Rosa Magalhaes. No ano que vem o enredo toma os palcos em grade produção que envolve nomes consagrados na cênica, dança e do cenário musical brasileiro.

Em 2008, Rosa venceu o premio Emmy em Nova Yorque por suas criações para a abertura dos Jogos Pan-Americanos, no Maracanã

Inspirado no enredo “Uma Delirante Confusão Fabulística“, o Musical contará com duzentos artistas no palco. Entre eles, atores, cantores e bailarinos revezando-se nos quase cinquenta personagens. O texto e direção geral é de Thereza Falcão, autora da novela “Novo Mundo”. O espetáculo está sendo preparado para estrear em 2021 para homenagear o autor de clássicos como “Soldadinho de Chumbo”, “O Patinho Feio” e a “Pequena Sereia”.

A beleza dos figurinos de Rosa Magalhaes em 2005.

Os vinte cenários, com efeitos especiais em 4D e projeções em 3D, foram criados pela carnavalesca Rosa Magalhães, que assina como Diretora Artística. A direção musical, que conta com músicas de Adriana Calcanhotto e Martinho da VilaPaulinho Moska, é de Marcelo Alonso.

Imperatriz 2005 -Foto: Wigder Frota

Lúdica e elegante, a Imperatriz de 2005 alcançou a quarta colocação no Grupo Especial do Rio de Janeiro. O desfile é lembrado até hoje por seu belo impacto visual.

Era Uma Vez… a turma do faz de conta, o musical“, estreia em 2021. Em dois de abril, data de nascimento de Hans, é celebrado o Dia Internacional do Livro Infanto-juvenil, reconhecimento a contribuição do autor para a literatura Infantil.   

Relacionados

© Copyright 2010-2020 - Carnaval N1

Bastidores, notícias, entrevistas, sorteios, vídeos, fotos sobre o carnaval do Brasil e do mundo.

Desenvolvido por: